Foi recordado o 51º aniversário do encontro entre Nixon e Kissinger.

O impacto de Nixon: Abolindo o padrão-ouro

Nossa oferta de moeda é, em geral, a quantidade total de dinheiro criado e mantido pela Reserva Federal. Esta moeda é utilizada para fabricar novas moedas nos bancos através do mecanismo de reserva fracionária e endividamento. Após a Segunda Guerra Mundial, o nosso governo foi reduzido a um mínimo de 25% de reserva de ouro real (40% antes da Segunda Guerra Mundial) para imprimir dinheiro, com as bases monetárias ligadas a ele.

No entanto, isso restringiu a capacidade do governo dos EUA de financiar guerras e programas de direitos. Em resposta, o governo separou a moeda americana do respaldo em ouro em duas etapas. Em 1968, o Congresso aprovou a Lei de Eliminação de Requerimento de Reserva de Ouro. Em 1971, Nixon anunciou o fim da obrigação de convertibilidade do dólar em ouro, que foi estabelecido após o término da Segunda Guerra Mundial (“Nixon Shock”).

O crescimento do dólar como “moeda má” se deu como resultado de um sistema monetário baseado no latim “fiat”. Isso significa que o Estado pode estabelecer o valor de qualquer coisa, mesmo que ela não possua valor inerente, como o ouro. Isso removeu as restrições à produção de moeda, o que ofuscou o verdadeiro significado do dinheiro.

O choque Nixon causou danos à nossa base financeira.

A quantidade de moeda em circulação antes da chamada “Nixon Shock” era de cerca de US$ 75 bilhões. Em junho de 2021, havia aumentado 80 vezes para cerca de US$ 6 trilhões. Isso, somado a outras atividades da Reserva Federal, resultou em um saldo histórico de US$ 8,4 trilhões em outubro de 2021 – um aumento de mais de 100 vezes desde 1971. A taxa de juros da Reserva Federal caiu de um máximo de 21% em 1981 para pouco acima de zero em 2009, onde permaneceu praticamente inalterada desde então.

Vai gostar:   Por que os mercados financeiros geralmente apresentam uma queda quando a economia está se deteriorando?

O Fed tem permitido que os bancos se tornassem responsáveis por criar mais de US$ 85 bilhões em dívida, que significa que o estoque de dinheiro aumentou em US$ 83 trilhões desde 1971. No presente século, houve um aumento adicional de US$ 56 trilhões em dinheiro, que é quase US$ 30 trilhões a mais do que antes da crise financeira. Este adicional é quase quatro vezes o aumento do PIB durante esses períodos.

A quantidade de dólares disponível cresceu, diminuindo assim seu valor intrínseco. Todavia, nem todos os segmentos foram afetados pelo grande incremento da moeda em circulação ou de preços de produtos, serviços e outras mercadorias.

Devido ao declínio do valor do dólar em conjunto com o desenvolvimento da economia da China, o Brasil se encontrou em uma encruzilhada.

Nixon trouxe os dólares fiat para o mundo e, ao mesmo tempo, estabeleceu as relações dos Estados Unidos com a China. Com os custos trabalhistas baixos do país asiático e a economia desaquecida, as empresas dos EUA conseguiram entrar na economia chinesa. O fluxo de dinheiro se deslocou para o lado oriental. Os chineses receberam a impressão de dólares e estavam dispostos a trabalhar por tais salários, que eram apenas um décimo do que empregados equivalentes nos Estados Unidos ganhariam.

Atualmente, a única limitação ao dólar fiat é o número de impressoras da Reserva Federal e o volume de crédito que os bancos são capazes de oferecer. Como não havia escassez de nenhum deles, a maioria das fábricas nos Estados Unidos transferiu-se para a China, onde era possível produzir a um custo muito menor. Em meados da década de 1970, cerca de 23% dos trabalhadores estavam empregados na indústria manufatureira, mas esse número caiu para cerca de 8,4% atualmente.

Vai gostar:   É necessário que as mulheres entendam os prós e os contras associados ao investimento antes de começar

O declínio do setor industrial nos Estados Unidos resultou num enorme efeito nos estados que eram conhecidos pela sua produção industrial, uma consequência trágica que viu um império exportar sua base industrial para outro país, ajudando a promover o seu desenvolvimento e tornando-o no seu principal adversário no plano estratégico.

A contenda que se desenvolve no mercado laboral chinês tem repercutido negativamente nos salários de indivíduos e conjuntos que trabalham em cargos que podem ser exportados para a China. Contudo, a transferência de trabalhos não afeta aqueles que possuem trabalhos que não podem ser exportados (médicos, advogados, profissionais de finanças, etc). Por conseguinte, a renda média da família cresceu somente cerca de 29% entre 1973 e 2018, ao passo que o Produto Interno Bruto ampliou-se em mais de três vezes e a remuneração aumentou 80% entre os cinco por cento mais bem pagos entre os empregados.

A injeção de capital por parte do Fed fez com que o dinheiro começasse a fluir em duas direções. Por um lado, financiou as importações chinesas, desestabilizando o setor industrial dos EUA. Por outro, os preços dos ativos financeiros, como ações e imóveis, atingiram níveis recordes em Nova York e na região do Vale do Silício, resultando em uma acumulação de riqueza por parte de milenares e pessoas de classe média que fossem proprietários de tais ativos. Contudo, isso veio acompanhado de uma quebra no poder de compra e na construção da riqueza para os mesmos.

Uma loja de riqueza que tem a capacidade de adquirir depende da escassez. É esta característica que torna o ouro único. Mas, com o dólar Fiat, é possível criar uma oferta infinita. Isto é realizado de acordo com o desejo da Reserva Federal dos Estados Unidos, que cria dinheiro a partir do nada, além de estabelecer as taxas de juros que alimentam a máquina de criação de dinheiro da dívida através de empréstimos e bancos. Esta é a única maneira que o presidente Nixon colocou a América em.

Vai gostar:   Estes são alguns passos fundamentais para alcançar sucesso em investimentos de longa duração

Em 2022, 51 anos se passarão desde o choque de Nixon. Durante esse período, houve um intenso acréscimo da dívida dos Estados Unidos, uma forte desigualdade de renda, bem como uma redução de 75% no seu poder de compra. Dada a situação atual da economia dos EUA e a atuação do Fed, é razoável afirmar que “ainda não vimos nada”.