Como é estabelecido o valor das ações?

Se você está entrando no mundo dos investimentos, os preços das ações, também conhecidos como preços de ações, podem parecer um enigma. Eles mudam constantemente, indo para cima e para baixo. Então, como são determinados os preços das ações? Que fatores os influenciam?

Os valores das ações são determinados pelas forças de oferta e procura. Por exemplo, o preço aumentará quando houver mais pessoas querendo comprar (procura) do que aquelas que desejam vender (oferta). Por outro lado, quando há mais pessoas querendo vender do que comprar, o preço desce.

Se os preços das ações aumentarem consistentemente por um período de tempo, há a possibilidade de que estejamos entrando em um mercado de touros. Por outro lado, se os preços das ações continuarem a cair acentuadamente, isso pode significar que estamos entrando em um mercado de ursos. Aqui está um blog que explica a diferença entre os mercados de touros e ursos.

O que motiva as pessoas a negociar ações? Não há uma resposta única para isso. Muitos fatores podem influenciar sua decisão de comprar ou vender. Por exemplo, um investidor pode acreditar que uma determinada empresa tem o potencial de se sair bem no futuro, então eles compram ações, aumentando o preço. Isso foi visto na década de 1990, quando as empresas de Internet (dotcoms) eram consideradas promissoras. Os investidores acreditavam que essas empresas iriam prosperar, então eles investiram nelas, o que resultou em um aumento dos preços das ações. Quando as empresas começaram a mostrar sinais de declínio, os investidores decidir

A incerteza é um fator que pode afetar a decisão de um investidor de comprar ou vender. Quando a economia desacelera, quando há tensões políticas ou quando um novo vírus ocorre, os investidores podem entrar em pânico e vender seus investimentos para limitar as possíveis perdas. No entanto, vender por medo só fará com que os preços das ações caiam e as perdas reais aumentem. É natural que tempos de incerteza sejam estressantes, mas é importante manter a calma se você estiver investindo. Uma vez que as coisas se acalmarem, os mercados podem subir, e se você não estiver lá para aproveitar as oportunidades, poderá perder dinheiro.

Vai gostar:   Malásia está adotando a tecnologia de inovação digital e blockchain através do Bitcoin.

Invista até £20.000 por ano com benefícios fiscais sem necessidade de investimento mínimo e saia a qualquer momento sem incursão em custos. Comece a investir agora.

É muito improvável que os preços de ações fiquem parados. Geralmente, haverá algum tipo de movimento, seja para cima ou para baixo. Na maioria das vezes, os preços se ajustarão a pequenos degraus. Contudo, às vezes, os preços podem mudar bruscamente e rapidamente. Nesse tipo de situação, comumente falamos em alta volatilidade.

As emoções desempenham um papel fundamental na determinação dos preços das ações. Os investidores são humanos, podendo, portanto, reagir de forma emocional às circunstâncias do mercado. O resultado disso é que, quando as coisas ficam difíceis, as pessoas tendem a vender seus investimentos. Isto gera uma grande volatilidade nos preços das ações, o que pode ser assustador, mas também oferecer oportunidades de lucro para aqueles que estão dispostos a arriscar.

Portanto, em períodos de grande volatilidade, é melhor manter seus investimentos até que a tempestade passe. Quem se mantém investido tende a obter um retorno positivo maior do que aqueles que vendem suas ações em dias voláteis. Por exemplo, se você tivesse investido £ 10.000 no FTSE 100 no início de 2000 e mantivesse seu investimento até o final de 2019, teria crescido para cerca de £ 21.255. Isso significa que o seu dinheiro cresceu em média 5,4% ao ano (incluindo dividendos reinvestidos). Se você tivesse retirado seu dinheiro durante esse período, teria perdido algumas das melhores oportunidades e o seu retorno poderia ter sido muito men

Durante muito tempo, houve uma evolução acelerada da tecnologia.

Vai gostar:   Amor e Finanças: O verdadeiro preço de finalizar um relacionamento

De acordo com as informações divulgadas pela Bloomberg, a economia do Brasil aumentou 0,2% no primeiro trimestre de 2021.

Não se pode confiar no que aconteceu no passado para prever o que acontecerá no futuro.

Rogo que se lembre de que o valor dos seus investimentos pode variar, tanto para cima, quanto para baixo, e que pode recuperar menos do que aquilo que aplicou.