Como certas tendências de pensamento podem ajudar a tomar decisões de investimento inadequadas?

Bias de Informação refere-se à tendência de uma pessoa ou grupo de pessoas a fornecer informações tendenciosas ou parcialmente verdadeiras.

O desvio de dados ocorre quando as informações ou números obtidos por alguém são medidos ou registrados incorretamente, de forma que não são mais precisos em relação à verdade oculta. Esse desvio pode resultar de um simples erro na coleta de dados ou processamento de informações, pode ser causado por distorção intencional, ou pode surgir de uma tendência inconsciente de filtrar informações para satisfazer necessidades ou se alinhar a crenças já existentes.

A informação desequilibrada pode afetar de forma significativa as escolhas de investimento feitas por um investidor, resultando em escolhas arriscadas. Isso acontece porque os seres humanos estão naturalmente predispostos ao viés de confirmação, procurando confirmar suas crenças anteriores ao descartar evidências contrárias, e também ao viés de rectificação, dando mais peso a informações recentes e mais evidentes do que o merecido.

Nos dias de hoje, com a mídia social e a conectividade sempre presente, é indispensável estar consciente das diferentes informações que nos chegam e como elas podem ajudar ou atrapalhar nossas escolhas de investimento e o desempenho financeiro.

Principais tópicos discutidos na reunião

  • O viés da informação se manifesta quando os dados ou outras informações são desfigurados ou enfezados de algum modo para que eles não correspondam mais à verdadeira realidade.
  • O viés de confirmação e a disponibilidade (ou correcção) são dois exemplos comuns de distorção de informação que podem influenciar os investidores financeiros.
  • Estes e outros preconceitos informativos podem acarretar más escolhas de investimento fundamentadas em informações desnecessárias ou exageradas.
  • As mídias sociais e a web têm aumentado a probabilidade de tendências de dados falsos ao lidar com finanças pessoais e investimentos.
  • Entender e evitar erros de interpretação de dados pode contribuir para que escolhas de investimentos sejam feitas de modo mais imparcial.
Vai gostar:   O valor do ouro alcançou um nível elevado - é possível ainda adquirir.

Os resultados obtidos a partir da sesga de informação e do investimento podem ser significativos.

A avalanche de dados pode induzir os investidores a tomar decisões erradas, baseadas em informações incorretas, ou a buscar e acreditar em dados irrelevantes ou exagerados para determinar ações no mercado. A presença das redes sociais tornou acessível grandes quantidades de dados de várias fontes, o que torna a influência da informação uma questão de grande importância.

A influência da informação pode ser prejudicial para a escolha de um investidor; por exemplo, alguém pode destinar uma grande relevância a um único artigo jornalístico ou tuitar, desconsiderando o contexto mais abrangente do desempenho de uma corporação ou mercado como um todo. Ou um investidor pode buscar dados que apóiem suas crenças já existentes sobre uma empresa ou o mercado amplo, ignorando ou menosprezando fatos que contrariem isso.

Algumas informações acessadas pelos investidores podem não ser tão úteis para suas escolhas de negociação quanto parecem. Por exemplo, as mudanças diárias nos custos das ações geralmente são influenciadas por fatores externos, como o sentimento do mercado geral, que nem sempre espelham as perspectivas de longo prazo de uma empresa particular.

Igualmente, o historial de desempenho de uma entidade não é necessariamente uma indicação precisa do que acontecerá no futuro, pois o ambiente e as circunstâncias de negócio não são estáticos, variando de acordo com o passar do tempo.

A pesquisa mostrou que as pessoas que se concentram em dados significativos e evitam influências da informação podem tomar melhores decisões de investimento. Por exemplo, um estudo realizado pelos economistas comportamentais Brad M. Barber e Terrance Odean descobriu que os investidores individuais que negociam com menor frequência e não prestaram muita atenção às notícias do mercado de ações obtiveram melhores resultados do que aqueles que trocaram com mais frequência e prestaram muita atenção às notícias.

Três práticas usuais de conscientização podem reforçar o bem-estar mental.

  • O viés de rectificação, também chamado de viés de disponibilidade, é um erro cognitivo que é identificado na economia comportamental. Isso faz com que as pessoas pensem que os eventos mais recentes serão repetidos em pouco tempo. Quando isso acontece, eles dão mais valor às informações mais recentes, desconsiderando aquelas que são mais antigas ou mais difíceis de obter.
  • Os seres humanos têm a tendência de buscar e interpretar dados que coincidam com as suas opiniões pré-estabelecidas, enquanto desprezam aqueles que não estejam de acordo com elas.
  • A assimetria de informação acontece quando uma parte em uma transação tem mais ou melhores dados do que a outra. Por exemplo, os revendedores de veículos normalmente sabem mais sobre o carro do que o comprador, ou os postulantes a seguros de saúde têm mais conhecimento sobre sua saúde que as seguradoras. A assimetria de informação pode, em alguns casos, resultar em uma falha no mercado.
Vai gostar:   Lord Lee of Trafford: Como eu tenho investido desde 1962, gostaria de aconselhar o governo a gastar de maneira judiciosa.

Formas de prevenir o viés informacional em investimentos são: garantir que todas as informações relevantes sejam obtidas; não se limitar a uma fonte única; questionar os dados e ser crítico com as fontes; e considerar as informações fornecidas por outras pessoas com cautela.

Para desviar-se de informações tendenciosas ao investir, tenha em consideração as próximas instruções e táticas:

  • Limite sua exposição a notícias financeiras e conteúdos de redes sociais: Embora saber o que está acontecendo seja essencial, ver muitas notícias financeiras e mensagens de mídia social pode aumentar o risco de distorções. Selecione cuidadosamente suas fontes e escolha os momentos certos para conferir as notícias.
  • Enriqueça suas fontes de dados: Selecionar notícias e dados de um número diversificado de fontes, tanto as que você geralmente está de acordo quanto aquelas que normalmente não são, pode ajudar a reduzir o efeito que qualquer informação terá sobre sua estratégia de investimento global e fornecer um maior equilíbrio.
  • Ao tomar decisões, pense nos fundamentos financeiros e empresariais da companhia ao invés de variáveis de curto prazo ou acontecimentos noticiosos. Lembre-se dos seus objetivos de investimento a longo prazo e evite ser guiado por emoções como medo ou ganância.
  • Obtenha orientação especializada: Busque um conselheiro financeiro ou especialista em investimentos que possa lhe ajudar a tomar decisões de investimento bem fundamentadas.

O viés de informação e o “Mercado de Limões” descreve a incapacidade de um comprador de determinar a qualidade de um produto antes de comprá-lo. Esta situação gera um mercado mal informado, conhecido como “Mercado de Limões”, no qual os itens de má qualidade são mais abundantes e os compradores não possuem a capacidade de identificar os produtos de mel

O conceito de viés de informação no “Market for Lemons” se refere ao modo como a desigualdade na informação pode levar à fracassos no mercado. George Akerlof apresentou essa teoria pela primeira vez no seu artigo de 1970 intitulado “O Mercado para ‘Lemons’: Incerteza de Qualidade e o Mecanismo de Mercado”. Neste artigo, Akerlof descreveu que um “lemão” é um carro usado com problemas ocultos que apenas o vendedor conhece e não o comprador.

Vai gostar:   Adquirir Bitcoin usando Apple Pay en Coinmama.

Esta ideia pode ser estendida para outros setores onde o padrão dos produtos é incerto. O viés de informação no problema dos limões provém do fato de que os vendedores possuem mais conhecimento sobre a qualidade de seus artigos do que os compradores. Esta situação leva os consumidores a ficarem em dúvida sobre a autêntica qualidade dos itens que pretendem adquirir, não estando dispostos a pagar um preço superior por aquilo que poderá ser considerado como mercadoria de baixa qualidade.

Que outras formas de discriminação podem influenciar as escolhas de investimento?

A área das finanças comportamentais descobriu vários erros cognitivos que podem ter um efeito prejudicial nas escolhas de investimento. Essas falhas incluem uma falta de cautela, a necessidade de seguir tendências, uma reação negativa ao risco e paradigmas de referência e ajuste.

Qual é o significado da Economia Comportamental?

Economia comportamental combina aspectos da psicologia e economia para descobrir como as pessoas tomam decisões reais em diversas situações. Esta abordagem desafia o modelo de racionalidade proposto pela economia convencional, sendo que utiliza técnicas experimentais para detectar ocorrências práticas. Finanças comportamentais é a aplicação da economia comportamental a assuntos financeiros, incluindo a área de investimentos.

O que é o viés de dados compartilhados?

A tendência de gastar tempo discutindo conhecimentos compartilhados entre os membros do grupo, em vez de procurar por informações novas, pode ser prejudicial e acabar gerando conclusões inferiores.

A conclusão final é que não temos a opção de deixar de lado as questões que estão em jogo.

Os dados ou informações que não retratam com exatidão a realidade podem ser considerados tendenciosos. Isso pode ocorrer por conta de erros na sua obtenção ou análise, predileções subjetivas no fornecimento de informações ou até mesmo intencionalmente.

No campo da economia comportamental, viés de confirmação, viés de recência e assimetrias de informação podem ser considerados preconceitos de informação que podem ter um efeito negativo nas decisões dos investidores. Para evitar esses efeitos, é importante manter-se objetivo, obter informações de uma ampla variedade de fontes (incluindo dados contraditórios) e buscar o conselho de outros.