Um tutorial para principiantes sobre como investir durante um período de recessão

Pela primeira vez em mais de uma década, o Reino Unido entrou em uma fase de declínio econômico. No entanto, o que isso significa exatamente? Embora muitos investidores possam ter vivido uma recessão anteriormente, pode ser uma novidade para outros, e isso pode ser aterrorizante.

Nesta orientação para principiantes, vamos explicar em detalhes o que é uma recessão, quais são os possíveis resultados, como você pode se preparar para ela e como isso pode afetar seus investimentos.

Uma recessão é definida como um período de declínio econômico de, ao menos, seis meses (dois trimestres).

O Produto Interno Bruto (PIB) é usado para avaliar o desempenho da economia de um país. Se esse número diminuir, a economia estará sofrendo uma regressão. Isso geralmente ocorre quando os principais indicadores mensais, como desemprego, produção industrial e vendas de relojoaria por atacado, também caem. Mas isso nem sempre é verdade, especialmente em uma recessão suave.

O que pode levar à recessão? Há uma enorme quantidade de fatores que podem contribuir para uma recessão, mas às vezes isso se resume a mudanças reais na economia ou mudanças estruturais nas indústrias. A pandemia de Covid-19, por exemplo, exigiu que medidas de bloqueio fossem implementadas globalmente, o que resultou no atraso da economia durante os primeiros dois trimestres de 2020.

Qual é o efeito de uma recessão? Uma recessão pode ter um grande número de consequências, influenciando a economia, as empresas e as pessoas de maneira diversa.

  • O efeito da economia é muitas vezes aliviado por meio da adoção de medidas de política monetária e fiscal, como reduzir o desemprego e aumentar a demanda. Isso, por sua vez, aumenta os preços e apoia as empresas. Por exemplo, a redução das taxas de juros pelo banco central incentiva os gastos por parte dos consumidores ou a compra de investimentos, pois torna mais caro deixar o dinheiro inativo em contas de poupança.
  • Tanto pequenas quanto grandes empresas podem ser afetadas durante uma recessão, resultando em uma redução nas vendas e nos lucros. Isso normalmente se traduz em uma queda na receita, menos contratação, redução de custos, orçamentos menores, produção reduzida e, em alguns casos, demissões.
  • O efeito sobre os indivíduos – infelizmente, o desemprego geralmente cresce durante uma recessão, o que resulta em menos gastos do consumidor. Tais alterações terão um efeito significativo no mercado de trabalho, pois o aumento potencial ou mesmo a possibilidade de aumento do desemprego também pode implicar em menores salários. Isto ocorre porque as pessoas costumam mudar de emprego em menor escala durante esse período e se sentem em uma posição de negociação mais fraca.
Vai gostar:   Por que estamos esperançosos de que a inflação vai diminuir em 2023?

É importante de lembrar que nem todos terão a mesma experiência em um período de recessão, pois alguns setores são mais tolerantes à recessão do que outros, como a saúde e o serviço público. Além disso, as recessões também podem variar em intensidade.

Você está preparado para enfrentar uma recessão? A notícia boa é que existem várias ações que podem ser tomadas para ajudar a lidar com a recessão, muitas das quais são classificadas como boas práticas financeiras.

  • Viver de modo a não exceder os seus limites é muito bom se você tiver meios para isso, mas se você estiver esticando as suas finanças além do que é possível, é muito difícil acumular qualquer poupança. Não significa necessariamente manter um orçamento apertado e salvar tudo o que puder, significa simplesmente ser racional e guardar parte dos seus rendimentos todo mês.
  • Veja se puder pagar a sua dívida – economizar é importante, mas se você tem uma dívida com uma taxa de juros alta, ela pode aumentar e se tornar opressora. Os cobradores de dívidas raramente se importam com uma recessão econômica, pois eles ainda são afetados por ela. Tentar pagar a sua dívida quando puder pode colocá-lo em uma posição melhor no futuro.
  • Pense em economizar para emergências – se você está vivendo conforme suas posses, é mais fácil acumular um fundo de reserva, afinal, você nunca sabe o que o futuro traz! Ter as economias necessárias para cobrir qualquer imprevisto pode ajudar a amenizar os efeitos da recessão na sua vida.
  • Se você é um investidor, considere diversificar seus investimentos. Ter um portfólio diversificado, como os planos de Wealthify, que espalha seu dinheiro por diferentes tipos de investimentos e regiões, pode ajudar a aliviar os retornos ao longo do tempo, mesmo com uma recessão iminente. Vamos entrar mais a fundo nisso em breve.
Vai gostar:   A Eurozona está numa recessão? Depende de sua definição de uma recessão

Independentemente de estarmos em recessão ou em um momento de crescimento econômico, adotar as medidas acima pode colocar você em uma posição financeira estável. Como diz o provérbio, é melhor prevenir do que remediar.

É necessário ponderar se é conveniente investir durante uma recessão. Suas finanças pessoais influenciarão sua decisão. Embora os mercados de urso, geralmente, estejam ligados às recessões, eles podem se mover rapidamente, tanto para cima quanto para baixo. Desta forma, mesmo durante um mercado de urso, há momentos nos quais os investimentos podem ser influenciados de maneira positiva.

Durante uma recessão, há investimentos “seguros” para se considerar, como dinheiro e títulos, os quais são menos suscetíveis a grandes oscilações de preço em comparação com ações. No entanto, a coisa mais crucial a ser feita é diversificar seus investimentos. Ao ter muitos tipos de investimentos distintos, você pode reduzir o risco desnecessário, pois um resultado desfavorável em um investimento pode ser compensado por um desempenho positivo em outro.

Você deveria examinar seu nível de risco de investimento? Poderá haver vários motivos pelos quais você poderá desejar rever sua escolha de risco. Se você não tiver a certeza se seu estilo de investimento ainda é adequado, pode ser proveitoso dedicar algum tempo para compreender melhor seu estilo de risco de investir.

É possível ganhar dinheiro investindo durante uma recessão? Pode ser tentador supor que, uma vez que os mercados estão abaixo devido à recessão, isso constituiria uma boa oportunidade para se aproximar do “timing” do mercado. Embora isso possa teoricamente fazer sentido, o timing do mercado é um método muito arriscado de se aproximar de investir – especialmente durante um período de recessão, pois você pode descobrir que seu investimento continua a diminuir, mesmo se pensou que comprou no fundo.

Vai gostar:   Qual é a variedade de alterações que realizamos no seu Plano de Wealthify?

Provavelmente, algumas das maneiras mais recomendadas para investir durante uma recessão são as que você já está usando. Por exemplo, a compra contínua de ações coloca em prática a estratégia média de custo por libra, que pode ajudar a aliviar os choques do mercado, comprando a vários preços diferentes.

Uma perspectiva de longo prazo pode ser considerada ao investir. Planejando permanecer investido por cinco, dez ou até mesmo quinze anos ou mais, as flutuações de curto prazo causadas por uma recessão não necessariamente devem ser preocupantes. Por exemplo, dados históricos mostram que quem investiu no FTSE 100 durante qualquer período de dez anos entre 1984 e dezembro de 2019 teve uma chance de 89% de obter lucro. Esse período inclui 16 trimestres em que o Reino Unido sofreu com queda no PIB e 10 trimestres em que o país esteve em recessão técnica, inclusive durante a crise financeira global de 2008/09. Se você

As referências são essenciais para a elaboração de um trabalho profissional e profundamente fundamentado.

  1. De acordo com os números da Bloomberg, a economia brasileira teve um aumento de 0,2% no primeiro trimestre deste ano.
  2. É vital para compreender a saúde econômica de um país medir a atividade econômica.

Um resumo das taxas de inflação nos Reino Unido em abril de 2019 é que elas aumentaram. Os Índices de Preços ao Consumidor (IPC) e o Índice de Preços de Habitação (IPH) subiram, com o IPC aumentando de 2,1% para 2,1% e o IPH de 2,0% para 2,3%.

Tenha em mente que o desempenho anterior não é uma previsão segura do que você alcançará no futuro.

Colocando seu dinheiro em risco, seu investimento pode sofrer perdas, o que significa que o valor originalmente aplicado pode não ser totalmente recuperado. Ao mesmo tempo, os ganhos também são possíveis, sendo que o montante devolvido pode ser maior do que o investido.